img

BRASIL

Luiz Gama é considerado o patrono da abolição da escravidão no Brasil

Publicado em 20/11/2020

Biblioteca Pública do Paraná
Luiz Gama é considerado o patrono da abolição da escravidão no Brasil

Nascido em Salvador em 1830, filho de uma africana livre e de um português, Luiz Gama foi vendido ainda criança pelo pai, como pagamento de uma dívida de jogo, e enviado a São Paulo como escravo. Foi alfabetizado apenas aos 17 anos, um ano antes de conseguir judicialmente a própria liberdade.


Por ser negro, foi impedido de frequentar o curso da Faculdade de Direito do Largo São Francisco, a mais antiga instituição do gênero no país. Determinado, o baiano passou a estudar direito de forma autodidata e atuou na prática como advogado, libertando mais de 500 negros da escravidão. Em 2015, 133 anos após a sua morte, foi reconhecido pela OAB como advogado e, em 2018, foi declarado por lei como patrono da abolição da escravidão no Brasil, além de ter o nome inscrito no Livro dos Heróis da Pátria.

Segundo a escritora e pesquisadora, Ligia Fonseca Ferreira," Ele deveria estar presente na história da literatura, do período romântico; na história do Brasil, especialmente das lutas abolicionistas e da campanha republicana; ele deveria estar na história das ideias jurídicas, e ele deveria estar na história da imprensa, pelo papel que desempenhou e que agora uma parte está reunida no livro Lições de Resistência, em artigos que tratam sobre escravidão, liberdade, república e direitos humanos. ", em entrevista à Agência Brasil.

O abolicionista, que também foi jornalista e poeta, é tema do estudo de Ligia Fonseca Ferreira, professora da Unifesp que pesquisa a vida e obra de Luiz Gama há cerca de 20 anos e publicou três livros sobre ele. O último, Lições de Resistência: Artigos de Luiz Gama na Imprensa de São Paulo e do Rio de Janeiro, foi lançado neste ano. 



Com informações de EBC/AGENCIA BRASIL







Conta de energia elétrica ficará mais cara em dezembro

01/12 | Brasil
A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) reativou o sistema de bandeira tarifárias e definiu a bandeira vermelha patamar 2 para o mês de dezembro, a mais alta, com custo de R$ 6,243 para cada 100 quilowatts hora consumidos.

Bandidos fortemente armados aterrorizam a madrugada em Criciúma

01/12 | Policia
Cerca de 30 criminosos, com armas de grosso calibre, invadiram e assaltaram uma agência do Banco do Brasil no Centro de Criciúma (SC) no início da madrugada desta terça-feira (1º). Forças policiais de Santa Catarina montam força tarefa na busca dos criminosos.

Alta Temporada de Verão marca retorno dos voos internacionais no Aeroporto de Florianópolis

30/11 | Turismo
A alta temporada de verão representará o retorno dos voos internacionais no aeroporto da Capital catarinense.

Dezembro é o mês de conscientização e prevenção ao HIV/Aids

30/11 | Geral
Dezembro traz um importante alerta de prevenção à infecção pelo HIV, quando é celebrado o mês de conscientização, sendo que 1º de dezembro é o Dia Mundial de Luta contra a Aids.

Santa Catarina tem mais de 3 mil vagas abertas para emprego

30/11 | Economia
A semana começa em Santa Catarina com 3.917 vagas abertas.

Luciano Martins comemora 20 anos de carreira com dupla exposição no Shopping Iguatemi Florianópolis

30/11 | Variedades
Artista fez uma seleção de obras inéditas e trabalhos feitos nas últimas duas décadas