Ao Vivo

Entrevista com Andrés Madero, diretor da Infinera LATAM, durante a Futurecom 2018

ZECA PAGODINHO NA P12 E AFTER NO DONNA JURERE COM BLOG DO BAXO

Logicalis apresenta na Futurecom soluções para a cadeira produtiva do vinho utilizando IoT

Solenidade de abertura da Futurecom contou com a presença de autoridades do setor

img

TECNOLOGIA

Missão da StartUp Portugal vem à Santa Catarina pra tratar de investimentos

Publicado em 22/09/2018 - 08:28:18

Entre os dias 24 e 26 de setembro uma importante delegação liderada pela StartUp Portugal vai visitar Florianópolis para conhecer o ecossistema produtivo da capital.


Missão da StartUp Portugal vem  à Santa Catarina pra tratar de investimentos

Com foco principal em tecnologia, os portugueses querem traçar possibilidades de investimentos e conexões entre os dois países com o objetivo de fazer da Ilha uma das portas de entrada dos seus recursos tanto no Brasil, quanto na América Latina.  

 A vinda desta comitiva a Florianópolis se deu porque em maio deste ano Alex Lima, CEO da Glóbulo, - empresa que há doze anos atua no mercado repensando e reposicionando marcas,  com experiência internacional na Austrália, EUA e Espanha, -  foi a Portugal visitar o Projeto NGUZU, que apoia start ups lusitanas a firmar parcerias comerciais com a China e comunidades de língua portuguesa.

 "Apresentamos para a StartUp Portugal os potenciais de Florianópolis através de dados da ACATE e da Prefeitura, e conseguimos incluir a capital no seu roteiro de Missões Internacionais que, a princípio, englobava quatro cidades brasileiras e que, agora, vai contemplar apenas Floripa e São Paulo", explica Alex Lima.

O roteiro de visitas da comitiva portuguesa, que inclui a Direção da StartUp Portugal, da ANJE (Associação Nacional dos Jovens Empresários) e representantes de startups, vai passar por empresas e instituições como SEBRAE, Resultados Digitais, ACATE, FIESC e Softplan. A missão da StartUp Portugal, nas palavras da sua Diretora Maria Miguel Ferreira, vem "conhecer de perto o ecossistema empreendedor de Santa Catarina e perceber o potencial de inovação e tecnologia que existe naquela que já chamam de a nova Silicon Valley do Brasil, que alguma startups nossas querem avaliar como porta de entrada para o Brasil e para a Latam."