img

TECNOLOGIA

Morreu nesta quinta-feira Aleksandar Mandic, um dos pioneiros da internet brasileira, aos 66 anos

Publicado em 07/05/2021

Roberto Setton/Forbes
Morreu nesta quinta-feira Aleksandar Mandic, um dos pioneiros da internet brasileira, aos 66 anos

Mandic contraiu Covid-19 no fim do ano passado e chegou a ficar em estado crítico em um hospital de Portugal, onde morava. Após a recuperação do vírus, descobriu uma leucemia. Nos últimos meses estava em São Paulo, onde morreu.


Considerado uma referência da internet brasileira, Aleksandar Mandi morreu nesta quinta-feira 06/05.



Siga o Portal da Ilha Digital no Google News


Pioneiro, ele lançou, em 1990 o Mandic BBS. A primeira BBS do Brasil que se tornaria, em pouco tempo, um gigante na área, ainda com a conexão discada e velocidade máxima de 9,6 Kbps.

Em 1996, com a Internet comercial engatinhando no Brasil, e após sociedade com o grupo GP Investimentos, a Mandic BBS ganhou corpo, virou Mandic Internet e foi vendida, no fim dos anos 90, por tanto Aleksandar Mandik quanto pela GP Investimentos para uma empresa argentina. 

Na sequencia, sempre empreendedor, em janeiro de 2000, ele se tornou sócio-fundador do iG – Internet Group, onde ocupou o cargo de vice-presidente até setembro de 2001. “A Internet pegou todo mundo desprevenido. Ninguém imaginava o boom que ia ser”, contou, em 2005, em entrevista para Abranet.

O iG oferecia Internet grátis e a sua entrada no mercado obrigou aos provedores de acesso à Internet a se reinventarem. Na entrevista em vídeo, Mandić contou que a internet grátis só funcionaria se tivesse muitos usuários. Para um provedor com mil ou 10 mil usuários, não funcionaria.

“Quando lançamos o iG, em 9 de janeiro de 2000, nós tivemos 30 mil cadastramentos em um só dia e chegamos ao fim do mês com 800 mil usuários. Com 800 mil usuários, você consegue ganhar dinheiro. Então, o iG foi pensado para ser grande, porque pequeno não funcionaria.”

A vida de Mandić foi marcada pela inovação. Depois de 17 anos trabalhando na Siemens, onde iniciou sua carreira profissional, ele passou a empreender. Ao sair do iG, ele reabre a Mandic mas com foco corporativo, começando com e-mail e evoluindo para a oferta de produtos de computação em nuvem.

Dez anos depois, em março de 2012, o empreendedor vendeu a empresa para o fundo de investimentos Riverwood Capital, por R$ 100 milhões. Com a venda, Aleksandar Mandić comprou uma pequena participação no próprio Riverwood onde atuava como conselheiro na empresa.

Ele chegou a tentar a vida política, tendo sido, em 2010, candidato a deputado federal pelo Democratas em São Paulo.  Mas voltou a empreender. Em 2013, Aleksandar Mandić criou um aplicativo de repositório de senhas de Wi-FI de locais públicos. O Wi-Fi Magic, gratuito, é uma rede social de compartilhamento de senhas Wi-Fi. Mandic parte levando consigo uma parte considerável da história da Internet no Brasil.

"Aleksandar Mandic foi um dos fundadores da Abranet em 1996. Sua contribuição para o desenvolvimento do setor foi expressiva. Pioneiro no provimento de acesso comercial à Internet no Brasil, destacava-se pelo entusiasmo em empreender com a então nascente tecnologia. A Abranet e seus associados lamentam a perda de seu fundador e sócio honorário, prestando suas condolências à família", lamenta o presidente da Abranet, Eduardo Neger.

informações da ABRANET


Siga o Portal da Ilha Digital no Instagram, Facebook, Twitter e Youtube







Setor aéreo prevê alta de 12% na oferta de voos no mês de junho

18/06 | Turismo
Em maio, as companhias apresentaram resultados satisfatórios frente à queda nos três meses anteriores

Avaí finaliza preparação para confronto com o Remo

18/06 | Esportes
A partida será no Estádio da Ressacada, às 16h30, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.


Secretaria da Administração promove Drive Thru para arrecadar cobertores em Florianópolis

18/06 | Geral
Serão recolhidos cobertores limpos e em bom estado para serem encaminhados à Rede Laço, coordenada pela primeira-dama Késia Martins. Os cobertores arrecadados serão destinados às assistências sociais dos municípios, privilegiando as cidades mais frias e com maiores índices de vulnerabilidade social.

Receita gerada com exportação dos Cafés do Brasil atinge US$ 357,6 milhões em maio de 2021

18/06 | Economia
Volume físico exportado foi de 2,6 milhões de sacas de 60kg, o que representa uma queda de 20,3% em relação a maio de 2020

Ministério da Defesa apresenta oportunidades para a indústria catarinense

18/06 | Geral
Encontro, promovido pelo Comdefesa, aconteceu em Joinville, nesta quarta-feira (16)