img

POLICIA

Polícia Rodoviária Federal prende traficante internacional russo de animais silvestres

Publicado em 18/06/2021

Divulgação/ Polícia Rodoviária Federal
Polícia Rodoviária Federal prende traficante internacional russo de animais silvestres

Prisão ocorreu na BR-116, altura de Seropédica, no Rio de Janeiro



Siga o Portal da Ilha Digital no Google News


A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu na madrugada de hoje (18) um biólogo russo que fazia tráfico internacional de animais para fins científicos (biopirataria). A prisão ocorreu na BR-116, altura do município de Seropédica, no estado do Rio de Janeiro. A BR-116 tem início no município de Fortaleza (CE) e termina em Jaguarão (RS), na fronteira com o Uruguai.

O traficante internacional foi preso com cerca de 200 animais vivos, sendo 50 aracnídeos de espécies variadas, 80 besouros, 25 sapos e 20 lagartos. Os animais estavam na bagagem de mão do traficante.

Segundo informou a PRF, o criminoso “não possuía passaporte original consigo, pois o documento já havia sido retido pela Polícia Federal em São Paulo, quando foi preso no início deste ano”. O homem confessou que levaria os animais para a Rússia, com finalidade de pesquisa.

Em São Paulo, na madrugada de 20 de janeiro, foi preso pela Polícia Federal o russo Kyrill Kravchenko, de 35 anos, no Aeroporto Internacional de Cumbica, quando passava pelo raio-X com destino a San Petersburgo, na Rússia, onde pretendia vender mais de 100 animais silvestres vivos, como lagartos e sapos de espécies diversas, aranhas e peixes, acondicionados em garrafas e potes de plástico.

A PRF, entretanto, não confirmou se trata do mesmo homem. A corporação tem por norma não informar a identificação de presos, de acordo com resposta enviada à Agência Brasil.

Diversidade

“Segundo o IBAMA [Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis], ele é um conhecido traficante russo”, disse a PRF. A corporação destacou também que o Brasil é o país com maior diversidade biológica do planeta.

Os aracnídeos são um dos animais mais procurados pelo tráfico de animais silvestres e sua venda pode movimentar milhões de dólares por ano. “Isso porque compradores de diversas regiões do planeta se dispõem a pagar quantias bem altas por um único exemplar considerado raro, ou que tenha um atributo diferente dos demais”, explicou a PRF.

A ocorrência foi enquadrada na Lei de Crimes Ambientais e o traficante foi encaminhado para a Superintendência da Polícia Federal, na Praça Mauá, região portuária. Os animais foram entregues ao Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), do Ibama, em Seropédica, para cumprimento dos devidos trâmites legais.



Com informações de EBC/AGENCIA BRASIL

Siga o Portal da Ilha Digital no Instagram, Facebook, Twitter e Youtube







Corrida de Verificação de Protocolos acontece neste domingo, em Florianópolis

29/07 | Esportes
Com presença de 300 corredores, o evento será realizado na Av. Beira-Mar Continental, com início às 8h, seguindo uma série de regras definidas em conjunto com os órgãos governamentais e autoridades. 

Defesa Civil de Santa Catarina passa a fazer parte do currículo do ensino fundamental

29/07 | Educacao
De forma inédita no Brasil, Santa Catarina passa a incluir oficialmente a temática de proteção e defesa civil no currículo das escolas públicas e privadas.

Jogos Olímpicos: Mayra Aguiar é a 1ª judoca brasileira com 3 medalhas em esportes individuais

29/07 | Esportes
A gaúcha Mayra Aguiar conquistou feito inédito na manhã desta quinta-feira (29) após conquistar medalha de bronze na categoria meio-pesado (até 78kg) do judô na Olimpíada Tóquio. 

Anvisa alerta sobre casos raros de Guillain-Barré após vacinação contra a Covid-19

29/07 | Geral
Até o momento, foram efetuados 34 registros, diz agência

RD Hostel 2021 terá quatro meses consecutivos de programação online e gratuita em Florianópolis

29/07 | Tecnologia
O principal evento da RD Station, focado nos temas de marketing, vendas e inovação, chega em novo formato com mais conteúdo e possibilidades de participação

Polícia Civil apreende medicamentos abortivos e faz prisões em Joinville e Massarunduba

29/07 | Policia
A investigação é da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Jaraguá do Sul. Os dois homens presos são investigados por suspeitas de enviarem comprimidos abortivos utilizando para as remessas o serviço de entregas de correspondências para vários Estados.