img

CULTURA

Senado aprova Lei Paulo Gustavo com R$ 3,8 bilhões para a cultura

Publicado em 24/11/2021

Foto: Divulgação
Senado aprova Lei Paulo Gustavo com R$ 3,8 bilhões para a cultura

Texto ainda será analisado na Câmara e prevê transferência dos recursos federais a estados e municípios. Proposta foi batizada em homenagem ao ator, que morreu de Covid-19.


O Senado aprovou nesta quarta-feira, 24, o projeto de lei complementar (PLP 73/2021) que libera R$ 3,8 bilhões para amenizar os efeitos negativos econômicos e sociais da pandemia de covid-19 no setor cultural.

O projeto, apresentado pelo líder do PT na Casa, senador Paulo Rocha (PA), e subscrito por outros senadores, foi aprovado na forma de um substitutivo (texto alternativo) do relator da matéria, senador Eduardo Gomes (MDB-TO). Foram 68 votos a favor e 5 contra. Agora, o projeto segue para análise da Câmara dos Deputados. 

"O Projeto de Lei Complementar 73, de 2021, é da autoria conjunta dos senadores Paulo Rocha, Paulo Paim, Jean Paul Prates, Rogério Carvalho, Humberto Costa, Jaques Wagner e das senadoras Rose de Freitas, Zenaide Maia e outros. Ressaltam os autores da matéria que o setor cultural foi o primeiro a parar em decorrência da atual pandemia e, possivelmente, será o último a voltar a operar. Daí a necessidade de continuar a ajuda, iniciada em 2020 pela Lei Aldir Blanc, aos artistas, aos criadores de conteúdo e às empresas que, juntos, compõem uma cadeia econômica equivalente a 2,67% do Produto Interno Bruto e que são responsáveis por cerca de 5,8% do total de ocupados no país, cerca de 6 milhões de pessoas. Também é digno de nota enfatizar que a lei complementar resultante da aprovação do PLP homenageará o artista Paulo Gustavo Amaral Monteiro de Barros, vítima de covid-19, que foi um exemplo de talento, alegria, solidariedade ao próximo e aos mais necessitados", disse o relator, que é líder do governo no Congresso.

O projeto determina que o montante de R$ 3.862.000.000,00 virá do atual superávit financeiro do Fundo Nacional de Cultura (FNC). A União terá de enviar esse dinheiro para que estados, Distrito Federal e municípios apliquem “em ações emergenciais que visem combater e mitigar os efeitos da pandemia de covid-19 sobre o setor cultural”.

Caso o projeto vire lei, o dinheiro terá que ser liberado por meio de Medida Provisória editada pela Presidência da República.

“O setor cultural é de relevância crucial para o país. Um país sem cultura é um país que desconhece seu passado, que ignora seu presente e compromete seu futuro. A dimensão simbólica da cultura está fundada na capacidade inerentemente humana de simbolizar, expressa pelas diversas línguas, valores, crenças e práticas. Ou seja, a dimensão simbólica da cultura perpassa valores e identidades fundamentais à formação da sociedade. No caso da sociedade brasileira, pode-se afirmar que a nossa diversidade cultural é a característica de nossa identidade. Ser brasileiro significa ser diverso, e ao mesmo tempo possuir uma identidade específica que se articula com todas as outras existentes no país”, disse o senador Paulo Rocha  ao apresentar o projeto.

Desse total, R$ 2,797 bilhões serão destinados exclusivamente para ações voltadas ao setor audiovisual, no apoio a produções audiovisuais, salas de cinema, cineclubes, mostras, festivais e ações de capacitação. 

Audiovisual

Dos R$ 2,797 bilhões destinados ao setor audiovisual, o texto original previa uma divisão de 65% dos recursos para estados e Distrito Federal, e 35% para capitais e municípios com mais de 200 mil habitantes. Essa distribuição foi alterada pelo relator, que determinou um valor a ser aplicado em diferentes áreas do audiovisual.

O apoio a produções audiovisuais, de forma exclusiva ou em complemento a outras formas de financiamento, ficará com R$ 1.957.000.000. Outros R$ 447.500.000 serão destinados ao apoio a reformas, restauros, manutenção e funcionamento de salas de cinema pública e privadas, incluindo a adequação a protocolos sanitários relativos à pandemia da covid-19.

A terceira parte, de R$ 224.700.000, será empregada em capacitação no audiovisual, além de ações como apoio a festivais e mostras, preservação e a digitalização de obras ou acervos e apoio a publicações especializadas e pesquisas.

Editais

O restante do total de R$ 3,8 bilhões, R$ 1,065 bilhão, será destinado a ações emergenciais atendidas pelo FNC em outras áreas da cultura. São editais, chamadas públicas e outras formas de seleção pública para apoio a projetos e iniciativas culturais, inclusive a manutenção de espaços culturais. Metade irá para estados e DF e a outra para municípios e DF.

O texto do relator citou especificamente atividades que podem ser incluídas nos editais, mas deixou claro que a lista não exclui outras. Na lista estão, por exemplo, artes visuais, música, teatro, dança, circo, livros, arte digital, artes clássicas, artesanato, dança, cultura hip hop e funk, expressões artísticas culturais afro-brasileiras, culturas dos povos indígenas e nômades e de quilombolas, coletivos culturais não-formalizados, carnaval, escolas de samba, blocos e bandas carnavalescos.

 O substitutivo incluiu a possibilidade de que os entes federados escolham a que recursos pretendem ter acesso (audiovisual, outras áreas da cultura ou ambos) e também a permissão para que os municípios possam se consorciar para o recebimento de recursos.

"De um lado, isso evita que municípios pouco populosos, mas com relevante realização de filmagens e festivais, caso de Gramado no Estado do Rio Grande do Sul, fiquem de fora do rateio dos recursos do audiovisual. De outro lado, permite que os municípios com características locais partilhadas com outros municípios vizinhos recebam os recursos e os executem via consórcio, com desejável ganho de escala", explicou o relator.

Paulo Gustavo

O ator Paulo Gustavo  morreu vítima de covid-19 no começo de maio, depois de quase dois meses internado. O artista de 42 anos deixou o marido Thales Bretas e dois filhos pequenos, Gael e Romeu. 

Entre os trabalhos de Paulo Gustavo está a interpretação de Dona Hermínia, no monólogo teatral Minha mãe é uma peça, que também conquistou os cinemas com grandes bilheterias. Ele era ator, diretor, humorista, roteirista e apresentador.

Além do senador Paulo Rocha, assinaram o projeto os senadores da bancada do PT, Paulo Paim (RS), Jean Paul Prates (RN), Rogério Carvalho (SE), Humberto Costa (PE) e Jaques Wagner (BA). Também subscreveram o texto as senadoras Zenaide Maia (Pros-RN) e Rose de Freitas (MDB-ES).

Fonte: Agência Senado





Inscrições gratuitas para 2ª edição da Corrida da Ponte em Florianópolis encerram neste domingo

03/12 | Geral
Corrida será realizada nos dias 11 e 12 de Dezembro, em Florianópolis.

Piloto catarinense Carlos Renaux disputa, em Interlagos, última etapa da Porsche Endurance Series

03/12 | Esportes
A última corrida da temporada ocorre sábado (4) no templo do automobilismo brasileiro, o Autódromo de Interlagos, em São Paulo.

Bairros da região continental de Florianópolis recebem a visita do Papai Noel

03/12 | Cidades
Durante 17 dias a população poderá acompanhar as atrações itinerantes nos bairros de Florianópolis

Corpo de jovem desaparecida é encontrado em praia de SC

03/12 | Geral
Amanda Albach, de 21 anos, estava desaparecida há 19 dias; O corpo da jovem foi encontrado na Praia do Sol, em Laguna.

Movimentação de carga no Porto de São Francisco cresce 25% em novembro

03/12 | Economia
Os dados foram divulgados pela autoridade portuária.


Fraiburgo dará início a colheita da Maçã

03/12 | Regional
Começa neste mês de dezembro uma das principais atrações turísticas de Fraiburgo. Com duração de cinco meses, a colheita da maçã atraí 10 mil pessoas e aumenta em mais de 50% a movimentação da economia local

Figueirense reativa categorias de base e inicia cadastramento de núcleos e escolinhas

03/12 | Esportes
Inicialmente serão reativadas as categorias Sub-15 e Sub-17.

Veículos adulterados são apreendidos pela Polícia Civil em São José

03/12 | Policia
Na quinta feira (2), a Divisão de Furtos e Roubos de Veículos da Diretoria Estadual de Investigações Criminais, apreendeu no bairro Ponta de Baixo, em São José, um veículo com sinais identificadores adulterados.

Estação Espacial realiza manobra para se desviar de lixo

03/12 | Mundo
Órbita da estação baixou 310 metros

Abertura do Natal da Virada reúne milhares de pessoas em Florianópolis

03/12 | Cidades
O evento foi realizado na noite desta quinta-feira, (2), no largo da Catedral Metropolitana da Capital.

Aeroporto de Florianópolis estreia rota inédita para Salvador neste fim de semana

03/12 | Turismo
É a primeira vez na história que o aeroporto da Capital catarinense tem uma ligação direta com o Nordeste.