img

COMUNIDADE

Secretaria da Agricultura anuncia interdição de áreas de cultivo de moluscos em Florianópolis

Publicado em 24/10/2020

Epagri
Secretaria da Agricultura anuncia interdição de áreas de cultivo de moluscos em Florianópolis

Nesta sexta-feira, 23, a Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural anuncia a interdição das localidades de Sambaqui, Cacupé e Santo Antônio de Lisboa, no município de Florianópolis.


Além disso, está mantida a interdição das áreas de Perequê, Ilha João da Cunha e Araçá, em Porto Belo; Fazenda da Armação, em Governador Celso Ramos; Praia do Pontal e Praia do Cedro, em Palhoça. Nessas áreas está proibida a retirada e comercialização de ostras e mexilhões e seus produtos, inclusive nos costões e beira de praia.

A interdição é necessária quando é detectada uma concentração de ficotoxina Ácido Okadaico acima dos limites permitidos nos cultivos de moluscos bivalves. Quando consumida por seres humanos, essa substância pode ocasionar náuseas, dores abdominais, vômitos e diarreia.

A Cidasc intensificou as coletas para monitoramento das áreas de produção de moluscos interditadas e arredores. Os resultados dessas análises definirão a liberação ou a manutenção da interdição. Os locais de produção interditados serão liberados após dois resultados consecutivos demonstrando que os moluscos estão aptos para o consumo.

Permanecem parcialmente interditadas as áreas de Barro Vermelho, Costeira do Ribeirão e Freguesia do Ribeirão, no município de Florianópolis. Nessas localidades está autorizada a retirada e comercialização apenas de ostras.

As ostras foram liberadas a partir de dois resultados negativos consecutivos para presença de toxina diarréica. O gerente de Pesca e Aquicultura da Secretaria da Agricultura, Sérgio Winckler, explica que ostras e mexilhões se comportam de formas diferentes diante da concentrações de algas tóxicas, por isso, a desinterdição é parcial. “Existem diferenças nos sistemas de filtração dos moluscos. A ostra concentra menos toxinas, por isso, foi possível a sua liberação antes dos mexilhões”.

 Ainda permanece proibida a retirada e comercialização de mexilhões e seus produtos, inclusive nos costões e beira de praia dessas áreas.








Conta de energia elétrica ficará mais cara em dezembro

01/12 | Brasil
A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) reativou o sistema de bandeira tarifárias e definiu a bandeira vermelha patamar 2 para o mês de dezembro, a mais alta, com custo de R$ 6,243 para cada 100 quilowatts hora consumidos.

Bandidos fortemente armados aterrorizam a madrugada em Criciúma

01/12 | Policia
Cerca de 30 criminosos, com armas de grosso calibre, invadiram e assaltaram uma agência do Banco do Brasil no Centro de Criciúma (SC) no início da madrugada desta terça-feira (1º). Forças policiais de Santa Catarina montam força tarefa na busca dos criminosos.

Alta Temporada de Verão marca retorno dos voos internacionais no Aeroporto de Florianópolis

30/11 | Turismo
A alta temporada de verão representará o retorno dos voos internacionais no aeroporto da Capital catarinense.

Dezembro é o mês de conscientização e prevenção ao HIV/Aids

30/11 | Geral
Dezembro traz um importante alerta de prevenção à infecção pelo HIV, quando é celebrado o mês de conscientização, sendo que 1º de dezembro é o Dia Mundial de Luta contra a Aids.

Santa Catarina tem mais de 3 mil vagas abertas para emprego

30/11 | Economia
A semana começa em Santa Catarina com 3.917 vagas abertas.

Luciano Martins comemora 20 anos de carreira com dupla exposição no Shopping Iguatemi Florianópolis

30/11 | Variedades
Artista fez uma seleção de obras inéditas e trabalhos feitos nas últimas duas décadas