img

BRASIL

Florestas plantadas no Brasil alcançam 10 milhões de hectares em 2019

Publicado em 15/10/2020

Florestas plantadas no Brasil alcançam 10 milhões de hectares em 2019

Os dados são da pesquisa Produção da Extração Vegetal e da Silvicultura (PEVS 2019), divulgada hoje (15) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).


No ano passado, 3.523 municípios brasileiros registraram 10 milhões de hectares de áreas de florestas plantadas, sendo 7,6 milhões de hectares de eucaliptos, ou o equivalente a 76,3% do total; 2 milhões de hectares de pinus (19,8%); e 387 mil hectares de outras espécies (3,9%).

No total, 4.867 municípios tiveram produção florestal, cujo valor atingiu R$ 20 bilhões, com queda de 2,7% em comparação ao ano anterior, após três anos consecutivos de crescimento. A silvicultura participou com R$ 15,5 bilhões, retração de 5% em relação a 2018, enquanto a extração vegetal (coleta de produtos em matas e florestas nativas) ficou com R$ 4,4 bilhões, mostrando elevação de 6,4% em relação ao ano anterior.

Os produtos madeireiros continuaram preponderantes no setor, respondendo por 97,3% do valor de produção da silvicultura, apesar da retração de 5,3% frente ao ano anterior. Considerando todos os produtos madeireiros juntos, foi relatada queda de 3,3% no valor da produção florestal primária, que engloba extração mais silvicultura. Os produtos madeireiros tiveram participação de 64,5% da extração vegetal, seguidos pelos alimentícios (27,4%), ceras (5,3%) e oleaginosos (2,3%).

Celulose

Na silvicultura, que deteve no ano passado 77,7% do valor de produção, tanto a madeira em tora, quanto a madeira para papel e celulose tiveram queda em valor de produção e em quantidade em relação a 2018. No valor de produção, a diminuição foi de 3% para a madeira em tora e de 11% para a madeira em tora para papel e celulose. Somente lenha teve leve alta de 1,1%.

Dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) revelam que embora tenha obtido o quarto lugar no ranking das exportações brasileiras no ano passado, a celulose registrou queda de 9,7% no valor obtido com o comércio externo, devido à redução de preços no mercado internacional, o que influenciou também a redução interna da produção.

Já no extrativismo, houve aumento do valor de produção em sete dos nove grupos pesquisados, com destaque para tanantes -  ricos em taninos (+52,7%). De acordo com a pesquisa, o conjunto de produtos madeireiros com origem em áreas plantadas para fins comerciais teve queda de 5,3% no valor da produção, enquanto os decorrentes da extração vegetal mostraram expansão de 8,8%. Entre os produtos extrativos não madeireiros, destaque para a carnaúba (pó) e o pinhão, com crescimento de 15,8% e 13,6% em termos de valor de produção, respectivamente.

Produção florestal

Por regiões, o Sul e Sudeste concentraram grande parte da produção florestal brasileira, respondendo juntas por 63,8% do total do valor da produção nacional, impulsionadas pelas florestas plantadas. Os estados de Minas Gerais e do Paraná lideraram em 2019 em termos de valor de produção florestal primária, com participações de 22,2% e 17,8%, respectivamente. Apesar da queda de 5,4% na silvicultura, Minas Gerais somou valor de produção de R$ 4,4 bilhões, representativo de 28,3 % do valor nacional da silvicultura, seguido pelo Paraná, com R$ 3,1 bilhões.

Por municípios, a primeira posição no ranking de valor da produção florestal primária foi assumida em 2019 por João Pinheiro (MG), com R$ 263,7 milhões.

A pesquisa detectou aumento de 1,2% nas áreas de florestas plantadas no Brasil no ano passado, o que significa 118,1 mil hectares de cobertura a mais no país, dos quais 79,4% correspondem às áreas de eucaliptos. A região com maior área de floresta plantada em 2019 foi o Sudeste, correspondendo a 35,3% do total.

Minas Gerais continuou liderando em termos de área coberta com espécies florestais plantadas no ano passado, com incremento de 0,8% ante o ano anterior. O predomínio foi de eucalipto. Os municípios sul-mato-grossenses de Três Lagoas e Ribas do Rio Pardo apresentaram as maiores áreas de florestas plantadas do país, de 263,7 mil hectares e 217,3 mil hectares.



Com informações de EBC/AGENCIA BRASIL







Projeto Ilha de Encantaria será transmitido ao vivo nesta quarta e quinta

28/10 | Cultura
A contação de histórias para crianças e adultos traz a Palhaçaria para reviver en-cantos de Florianópolis em transmissão ao vivo no Youtube da Traço Cia de Teatro.

Redação dissertativa: Como fazer uma dissertação em prosa?

27/10 | Comunidade
Digamos que você precisa realizar a produção de uma redação para um concurso ou vestibular.

Santa Catarina vacinou 169 mil crianças contra a paralisia infantil

27/10 | Geral
Santa Catarina vacinou, até o momento, cerca de 169 mil crianças contra a poliomielite, o que corresponde a 49,2% do público-alvo, que é de 342,8 mil crianças de 1 a menores de 5 anos de idade em todo o estado. No Brasil, cerca de 7 milhões de crianças ainda não foram vacinadas contra a paralisia infantil. Até o momento, da população-alvo estimada de 11,2 milhões, somente 4 milhões (20,31%) foram vacinadas contra a pólio.

Câmara Municipal de Florianópolis amplia tempo de validade de certidão emitidas para facilitar empreendedorismo

27/10 | Politica
Com as alterações aprovadas na tarde de segunda-feira (19) o prazo passa a ser de 60 dias. 

Semana da Dança UFSC será totalmente online e gratuita

27/10 | Cultura
Ampla programação, que ocorre de 16 a 22 de novembro, exibe espetáculos, oficinas, cursos, lives e imersões artísticas nas mídias digitais do projeto

Cerca de 7 milhões de crianças ainda não foram vacinadas contra a paralisia infantil

27/10 | Comunidade
A Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite segue até 30 de outubro e tem como população-alvo estimada cerca de 11,2 milhões de crianças de 1 a menores de 5 anos