img


POLITICA

IPTU e taxa de lixo dominam debate na Câmara Municipal de São José

Publicado em 12/02/2020

IPTU e taxa de lixo dominam debate na Câmara Municipal de São José

Na penultima Sessão Ordinária quarta-feira, 05, dois assuntos predominaram nas falas dos parlamentares em Explicações Pessoais: Taxa de lixo e IPTU. Além disso, houve a informação da vereadora Cristina de Sousa (PRB) acerca do retorno das atividades do IGP a São José.



"Em reunião com o Secretário de Estado de Segurança, Paulo Koerich, tivemos a notícia que daqui a cinco meses o IGP estará funcionando em São José, em casa no Centro Histórico, com a confecção de carteira de identidade e exames de perícia médica de corpo de delito", declarou Cristina.
 
Já outros três parlamentares debateram a situação do IPTU. Coube ao vereador Orvino de Ávila (PSD) apresentar documento da prefeitura esclarecendo questões sobre o imposto. "Se existirem mais alguns pontos que tenham que ser corrigidos, evidentemente, aceitamos a crítica e faremos o máximo para acertar", citou.
 
Por outro lado, os vereadores Caê Martins (PSD) e André Guesser (PDT) citaram a falta de investimentos com o dinheiro arrecadado com o IPTU. "As pessoas continuam a nos questionar sobre o investimento do seu imposto. Aí está o desafio do futuro administrador dessa cidade: mostrar ao cidadão que pagar o  IPTU é o serviço acontecendo lá na ponta", disse Caê.
 
Além disso, o vereador André Guesser também questionou a falta de investimentos, especialmente em infraestrutura, por parte do Executivo. Ainda em sua fala, o parlamentar criticou a cobrança de taxa de lixo das garagens. "A garagem não é potencial gerador de lixo. Agora que foram separados os carnês, temos que rever essa situação", finalizou.