img

CIDADES

Prefeitura de Florianópolis oferta curso de Libras para servidores e comunidade escolar

Publicado em 15/08/2019
Assessoria de Imprensa
Prefeitura de Florianópolis oferta curso de Libras para servidores e comunidade escolar

A formação inicia nesta sexta-feira, 16 de agosto, no Centro de Educação Continuada



Na rede municipal de ensino de Florianópolis há 24 estudantes com deficiência auditiva com perda total e 15 estudantes com perda parcial. Visando contribuir para a melhoria da comunicação entre estudantes surdos e ouvintes, a Secretaria de Educação da Capital ofertará um curso gratuito sobre Língua Brasileira de Sinais – Libras.

A formação inicia nesta sexta-feira, 16 de agosto, e ocorre até 26 de novembro. Com duração de 30 horas presenciais e 10 horas a distância, o curso é voltado para professores e demais servidores municipais da Prefeitura.  

As inscrições encerram nesta sexta-feira, dia 16. Os interessados devem realizá-las pelo site da Secretaria Municipal de Educação (SME). Informações podem ser obtidas também pelos telefones (48) 3212-0930 ou 3212-0941.

Os inscritos serão distribuídos em duas turmas, que receberão a formação na segunda-feira, das 18h30 às 20h30 ou na quarta-feira, das 14h às 16h, nas unidades educativas e no Centro de Educação Continuada da SME, na Rua Ferreira Lima, nº 82, Centro.

Os conteúdos desenvolvidos no curso serão alfabeto manual e soletração, sinal pessoal, cumprimentos, família (sinais como pai, mãe, entre outros), números cardinais e quantitativos, números ordinais e monetários, calendário, datas comemorativas, tempo e clima, locativo e habitação (bairros, cidades, estados, entre outros), cores, verbos, expressão facial, vestuário e acessórios.

“A oferta do curso de Libras é de grande importância para comunidade escolar, a comunicação se torna mais estreita entre surdos e ouvintes, sendo que todos acabam ganhando”, diz o secretário de Educação. Maurício Fernandes Pereira  complementa que: “esse ano a Secretaria Municipal de Educação também esta oferecendo o curso para demais servidores municipais. Teremos, dessa forma,  não só a escola mas todos os serviços municipais mais inclusivos para as pessoas com suas necessidades e especificidades



Com informações de PMF/ASCOM